Sua mãe e seu pai

- Vou falar poucas e boas na cara desse Freud! Que mania de colocar a culpa de tudo na mãe! Você leva sua filha na psicóloga, e ela faz o quê? Detona a gente! O protesto materno é encenado pelo ator Paulo Gustavo. Acho que todo analista já foi alvo de fúria semelhante à da personagem da Dona Hermínia. É que a terapia vai apontar na direção da infância para tentar descobrir um padrão amoroso.

Continuar lendo

Duendes

Quando eu era adolescente e dirigia por aí sem carteira de motorista, preguei no vidro do carro um adesivo escrito: “Eu acredito em duendes”. De lá pra cá, deixei de ser uma infratora do código trânsito, mas não deixei de acreditar em coisas intangíveis. Entretanto, de vez em quando, faço o exercício de duvidar das minhas crenças e imaginar a vida sem elas. Talvez não haja duendes e nenhuma energia emanando das pessoas ou da natureza.

Continuar lendo

Metáfora

Estive procurando descobrir porque alguns textos que escrevo atraem muito menos interesse do que outros e desconfiei que o problema é com as metáforas. E, antes que você desista de chegar ao fim, por eu ter usado esse termo das aulas de português, me deixe explicar a metáfora como eu a aprendi aos 9 anos de idade. Minha professora me deu para ler o livro “O urso com música na barriga” de Érico Veríssimo e mandou que eu anotasse a frase mais bonita.

Continuar lendo

Noticiário

Boa noite! Está no ar o jornal do dia, com os fatos desta terça-feira que você não pode ignorar:

DAVOS - Começou hoje o Fórum Econômico Mundial. Só 1 de cada 5 participantes é mulher. Dos poderosos do capitalismo reunidos na Suíça, pelo menos 25 estão envolvidos em escândalos de má conduta corporativa, incluindo sexismo e assédio.

Continuar lendo

Desordem

- Mãe, por que você não usa esse vestido? perguntou minha filha mais velha.

- Porque me lembra o João.

- Então, por que você não dá o vestido para alguém?

- Porque me lembra o João.

Incoerente. Tantos anos depois, recusa e apego pendurados no mesmo cabide.

Continuar lendo

Manual

Parabéns! Você adquiriu uma arma desenvolvida pela mais ancestral ciência.

Seu uso é recomendado aos covardes para dar coragem e aos valentes para dar descanso.

O manejo não requer treinamento, mas precisão. (No sentido de necessidade, e não de funcionamento exato).

É um aparato sem potencial letal. Não há registro de morte causada por esses disparos no peito.

Continuar lendo

Abuso

Era um acidente grave em uma rodovia. Eu, repórter jovem e iniciante, fui até o policial rodoviário para conseguir informações. Passando pelos carros destruídos, ele explicava e eu anotava. Até que paramos junto a um dos veículos e, sem que eu pudesse prever, ele levantou, de uma só vez, o pano escuro que cobria um corpo. Usou o pretexto de procurar pelos documentos da vítima, mas sua intenção sádica era mesmo de me causar desconforto.

Continuar lendo

Proteção

Descobri, num desses programas estrangeiros de TV a cabo, que existe um grupo de pessoas viciadas em protetor labial. Não apenas usuárias. Dependentes. Precisam ter sempre um bastãozinho à mão ou se sentem desconfortáveis e até ansiosas. Uma das vítimas do hábito descrevia como o intervalo de tempo entre uma aplicação e outra foi diminuindo progressivamente. E um médico alertava sobre o risco dos lábios se tornarem excessivamente finos com o uso de tanto produto.

Continuar lendo

Índios

Levantei com o dia ainda escuro na reserva indígena dos Pataxós, no Vale do Rio Doce. Saí da barraca de acampamento carregando uma bolsa com papel, caneta, celular, microfone, maquiagem…

Continuar lendo
  • 1
  • 2
Fechar Menu
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com