Razão

Nesta semana, uma paciente minha se queixou dos comentários que escuta no trabalho. Insinuações de que as conquistas profissionais dela são fruto da sua aparência, e não do seu empenho ou conhecimento. Cometo a inconfidência de escrever sobre o assunto tratado em consultório, porque o fato é tão recorrente que chega a parecer banal. Mas não é banal que nós mulheres ainda sejamos divididas em dois grupos: a mulher do desejo e a mulher da razão.

Continuar lendo

Musgo

O musgo cobria as pedras do caminho. Me sentei à beira para alisar o verde. Tapete vivo. Macio feito beijo de boa noite, eu penso. Por que o amor se enfia nas frestas do meu coração E alastra feito musgo?

Continuar lendo

Esperançar

Hoje faz um ano do desfecho de uma história dolorosa para nossa família. Um acidente com churrasqueira e álcool na área de lazer de um prédio. Várias pessoas feridas. Meu padrasto perdeu sua filha. A netinha de 11 anos ficou órfã e com algumas queimaduras. Me preocupei em como ele ia atravessar essa data. Ele, que faz parte da minha vida há 20 anos, como um segundo pai (uma ostentação da minha parte, já que tenho pai vivo).

Continuar lendo

Linhagem

Minha mãe tem um quartinho de costura, que é um mafuá, onde disputam espaço panos, computador, livros, fotos e um mural para bilhetinhos com flores nas bordas, que ela desenha. Nesses dias de feriado, com horas livres para serem bem gastas, me deu de ficar ali. - Mãe, cadê a rede? Foi preciso empurrar a mesa de cortar tecido e tirar coisas penduradas nos ganchos para esticá-la. Ela me trouxe uma almofada, um lençol com cheiro gostoso e me deixou só.

Continuar lendo
Fechar Menu
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com