De costas

De costas

Fim de um show empolgante de uma banda famosa. O grupo agradece e sai do palco. Eu começo a gritar: -Mais um! Mais um! Ninguém me acompanha. Recolho meu entusiasmo solitário. Olho em volta surpresa. Será que as outras pessoas não viram e ouviram o mesmo que eu? Antes que eu entendesse, elas já deram de ombros e começaram a se dispersar.

Quis imaginar que era um fenômeno isolado de um público muito específico. Pois, neste fim de semana, aconteceu de novo. Outro lugar, outras bandas, e as palmas não vinham ao final das músicas. Artistas de qualidade, apresentações de qualidade e uma plateia sem nenhum calor.

O que está acontecendo com a gente?  Em locais como os restaurantes, é comum que os músicos sejam tratados – ou destratados – como um rádio ligado na tomada. Mas até nos shows? Em que se escolhe o estilo e se paga por essa opção?

Estamos avarentos. Não queremos oferecer nossos aplausos, fazer nossa doação de estímulo e gratidão. Estamos de costas para os palcos e belezas de todo tipo, ensaiando a melhor selfie, insensíveis às provocações do talento e do sentimento do outro.   

Quando esses shows terminaram, havia muitas pessoas se beijando. Mas eu não acredito que tenham sido levadas pela intensidade do som ou das letras. Duvido até que, antes de se abraçarem, tenham se olhado bem. Afinal, parece que perderam a capacidade de se envolver.

Penso nos anúncios que tenho visto de cursos que ensinam sexo tântrico. A antiga filosofia oriental alimenta um negócio em ascensão. Um modo profundo e respeitoso de se relacionar está sendo comprado como uma simples técnica para obter orgasmos. Pode-se copiar massagens, decorar passos, mas não será possível atingir a essência do ensinamento se não partirmos do princípio. E o princípio é a reverência ao parceiro.  

Melhor seria oferecer treinamentos sobre trocas, sobre compartilhar. Aulas que ensinem a reconhecer e admirar o que o outro oferece.

Afinal, nossas palmas são a medida da nossa generosidade, ou da falta dela.

Comentários
Fechar Menu
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com