Puerpério

Puerpério

Minha amiga querida,

Eu me lembro. São mesmo dias dramáticos. A gente transborda. Se esvai em sangue, os peitos vazam e os olhos deixam escapar toda a vulnerabilidade do mundo.

Que loucura ter nas mãos poucos quilos de gente e nos ombros a vida de outro ser humano. Nenhum livro ou conselho é capaz de nos preparar para a contradição de nos sentirmos, ao mesmo tempo, tão poderosas e tão imensamente expostas. Me lembra da cabine daquele programa de televisão: Você troca sua rotina sob controle por diversos descontroles imprevisíveis? Sim! Respondemos convictas.

Eu sei, não dá para filosofar sobre essa escolha agora. Todas as suas energias estão concentradas no bebê. Sua mais elevada aspiração é um sono tranquilo com barriga cheinha (sem gases, por favor). E como é difícil dar conta dessa tarefa básica de alimentação e repouso! A gente se sente mesmo um tanto incompetente.

É sobre isso que quero te falar.

Claro que as avós sabem segredos para lidar com a dor de barriga. Claro que uma enfermeira dá banho com segurança e rapidez. Claro que um pai amoroso pode estar mais estável emocionalmente para assumir as crises. Porém, o que você dá ao seu filho é algo único. E não tem a ver com cuidados pediátricos.

Essa doação grandiosa se chama adaptação. Nenhuma outra pessoa se adaptou a ele como você. Toda sua vida e seu corpo se abriram para recebê-lo. Você sente uma fome louca, um cansaço urgente. Doem os pontos, as rachaduras nas mamas e as emoções. Você se sente frágil e desamparada como uma criança, porque essa é forma natural de estar mais perto dele.

Outra pessoa pode trocar a fralda com mais agilidade, mas você entende melhor a necessidade dele de ser trocado. Você está completamente disponível para essa vida nova e se deixou afetar por tudo o que diz respeito a ela.

O corpinho nasceu na maternidade. Mas a identidade vai nascer, principalmente, no seu colo, nutrida pelo seu olhar. Ele já ganhou a vida, mas seu carinho vai oferecer ainda mais: vai dar a ele o sentimento de MERECER os presentes da vida.

Que sorte dessa criança linda de ter você inteira ali, mesmo às lágrimas, mesmo exausta.

Ao se responsabilizar por esse cuidado, você está dando algo precioso para todos nós. Vai entregar ao mundo uma pessoa capaz de cuidar de si e dos outros também.

Comentários
Fechar Menu
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com